Blog

A MINHA "RAÇA"

A MINHA "RAÇA"

Escrito em 25 de setembro de 2020

Devo ao meu corpo, que há 43 anos paga todas as minhas negações, o reconhecimento e o direito de estar com os da sua "Raça". Já chega de o castigar, chegou o momento de nos apaziguarmos.  Nada mais posso fazer ... sem o meu corpo não consigo viver. Carmencita
A ADOLESCÊNCIA SEM FIM ...

A ADOLESCÊNCIA SEM FIM ...

Escrito em 23 de setembro de 2020

Hoje logo pela manhã, levei com um banho de humildade daqueles. Gabo-me tantas vezes de ... ah e tal ... tenho um espirito jovem e tal. O que aconteceu foi que hoje, dei por mim ...  acabada de acordar, naquele momento blank da velhice dos 43 anos, a beber o milagroso café que parece que coloca a cara no sítio, e o cigarro que amansa a ansiedade de mais um dia ... cara a cara com um lindo adolescente. Dei por mim ... sentada e nua, em cenário inegável da minha não juventude. Dei por mim ... na mesma cadeira ... Ler mais

O MEU AVÔ POETA E O SEU TARRAFAL

Escrito em 20 de setembro de 2020

Nesta compulsão da escrita... estes dias tenho revivido vezes sem conta a imagem do meu avô paterno, fechado no seu anexo, em frente à máquina de escrever e rodeado de folhas rascunhadas pelo chão. A sua necessidade e a sua angústia de colocar para fora o que sentia era tão fascinante. Maior parte dela fruto do que sentiu durante a sua cárcere no Tarrafal, e tudo o que lhe deu origem. Nem quero imaginar a sua solidão... sem Facebook, e casado com a pessoa mais materialista que já conheci até hoje. Toda a tua gente achava uma grande seca quando ... Ler mais
×