Blog

A ADOLESCÊNCIA SEM FIM ...

Escrito em 23 de setembro de 2020

A ADOLESCÊNCIA SEM FIM ...

Hoje logo pela manhã, levei com um banho de humildade daqueles.

Gabo-me tantas vezes de ... ah e tal ... tenho um espirito jovem e tal.

O que aconteceu foi que hoje, dei por mim ...  acabada de acordar, naquele momento blank da velhice dos 43 anos, a beber o milagroso café que parece que coloca a cara no sítio, e o cigarro que amansa a ansiedade de mais um dia ... cara a cara com um lindo adolescente.

Dei por mim ... sentada e nua, em cenário inegável da minha não juventude.

Dei por mim ... na mesma cadeira de todos os dias e com o meu corpo posicionado no tal ângulo sagrado, um dia eleito já nem sei porquê.

Tu não sabes ... mas durante as primeiras 3 horas do meu dia, ainda não me preenchi daquilo que gostaria de parecer. 

Durante essas horas ...ainda ando pela mata à minha procura, e a juntar as peças até me colocar erecta para andar, numa luta de não perda da juventude.

E hoje dou por mim ... a partilhar o meu sagrado café, com o teu cheiro inebriante de jovialidade pela minha própria casa, que por vezes é da Alice, por vezes a dos Horrores.

Falas-me do que sentes e dos teus medos com a emoção de um garoto.

Ainda usas a tua T-shirt do Itchy and Scratchy, e tens o teu lar cheio de bonecos.

Diria que, se te perguntaram como querias ser quando fosses adulto ... respondeste-te indignado "- Quero ser Eu!"

Quantas idades tens tu afinal dentro de ti?

O teu carácter é tão sexy.

Estou a ficar demasiado madura. Salva-me !!!  

Carmencita


×