Blog

INFLAMADA

Escrito em 20 de outubro de 2020

INFLAMADA

Florbela encarnou hoje pelas 4 da tarde, em Lisboa.

Uma vida inteira esperou ela pela consumação.

Morreu várias vezes depois dessas 4 da tarde.

Voltou sempre... pelas mãos de Apeles.

Trazia com ele o fogo que ainda queimava sua pele na morte.

Ao se tocarem... conseguia ouvir-se o som da carne que encosta na brasa.

Ele foi onde pertence.
E ela... jaz inflamada de poesia.

Carmencita


×